Oportunidades se agarram com unhas e dentes!

Faltam 8 dias

Pessoas interessantes e pessoas interessadas!
A palavra “change” em inglês significa MUDE.

Estou cumprindo a promessa que lhe fiz.

A promessa era esta:

cinco coisas igualitárias.
Cinco coisas em que todos, ricos ou pobres, estudados ou ignorantes tem em comum, ou seja é igual para todos.

1 – O tempo é igualitário já expliquei isso ontem.
2 – As coisas que nos pertencem vou explicar porque são igualitárias hoje, agora mesmo.
3 – A sorte.
4 – A morte.
5 – O livre arbítrio.

Se você está curioso para entender essas coisas percorra os próximos textos que vou lhe explicar cada uma delas.

Qual o sentido da palavra “igualitária”?

Observe ao seu redor: tem pessoas gordas e tem pessoas magras, tem ricos e tem pobres, tem pessoas estudadas e pessoas ignorantes, tem gente que tem muito e tem gente que tem pouco, tem gente de toda raça, tamanho, cor, crença, situação social, etc…

Mas tem algumas poucas coisas em que todos são iguais.

Dessas coisas em que todos são iguais citei cinco delas há alguns dias e prometi que as explicaria a você.

Iniciei as explicações ontem e prossigo agora.

Hoje vou explicar a segunda delas.

São igualitárias as coisas que nos pertencem.

Tem pessoas que acham que o corpo lhes pertence, que seu nome lhes pertence, que suas roupas, seu carro, sua casa, o dinheiro que tem no banco, a vida, os filhos, as pessoas a quem amam, lhes pertence.

Mas não pertence e se pensam assim estão erradas.

Se o corpo lhe pertencesse você talvez fosse mais alto, mais forte, mais estético, mais magro, nunca adoeceria e nem morreria.

Se o seu nome ou sua reputação lhe pertencesse, ninguém conseguiria falar mal de você, destruir sua reputação, destruir o trabalho de sua vida, fofocar a seu respeito, causar maledicências.

Se suas roupas, seu carro, sua casa e o dinheiro que tem no banco lhe pertencesse ninguém nunca conseguiria tirar essas coisas de você, nem o tempo, nem os ladrões conseguiriam tocar nelas.

Se sua vida lhe pertencesse você jamais ficaria velho, nunca ficaria doente e jamais morreria.

Se seus filhos, sua esposa, as pessoas a quem ama lhe pertencessem, você nunca os perderia, eles nunca sofreriam acidentes, ficariam doentes ou morreriam.

Ou seja, tudo que os ladrões possam lhe roubar, tudo o que você possa perder ou o tempo ou a morte lhe tirar não lhe pertence.

Você pode ser uma pessoa a quem chamam “bem sucedida”, mas todas as coisas que pensa possuir não lhe pertence, exceto o que realmente lhe pertence que são apenas três coisas.

O que realmente lhe pertence são os seus pensamentos, sua vontade e as ações que possa fazer a partir de seus pensamentos e de sua vontade.

Não lhe pertence, nem seu corpo, nem sua vida, nem sua reputação, nem seu carro, nem sua casa, nem seus filhos, nem sua esposa, nem as pessoas a quem ama.

Todas essas coisas podem ser levadas por um ladrão ou pelo tempo ou pela morte.

Não importa se você é rico ou pobre, mal nascido ou bem nascido, culto ou ignorante, só essas três coisas lhe pertencem e nesse ponto somos todos iguais, o que nos pertence é igualitário, todos tem essas mesmas três coisas e é só o que todos temos.

E lhe digo mais: quando você aprender a se contentar com essas três coisas você terá tudo que precisa para ser feliz.

Mas até aprender a se contentar com as coisas que lhe pertencem você não terá a chance de ser feliz.

E o que é pior: será um tolo e um ladrão.

E porque será um tolo e um ladrão?

Tolo porque quer que seja seu o que nunca será.

Ladrão porque deseja o que não lhe pertence.

Você agora descobriu o segredo da felicidade – contentar-se com o que lhe pertence – use-o e será feliz, se recuse a usá-lo e nunca será, a escolha é sua.

E o que você faz com esse segredo faz toda a diferença e pode transformar sua vida para melhor ou para pior, a escolha é sua.

No próximo texto você irá aprender sobre outra coisa igualitária, é só seguir os links que recebeu.

Todas estas informações servem de introdução, preâmbulo, a algo maravilhoso que é o treinamento TRANSFORMACIONALISMO.

Inscreva-se no treinamento do Transformacionalismo hoje mesmo; para informações clique aqui.

 

Salvar

Salvar

Salvar