Anexos ao Módulo 1 do curso do Transformacionalismo

Após ler o texto 9 – TRANSF M1 VALORES, dedique-se ao estudo do texto abaixo, para uma maior compreensão do tema e aplicação em sua vida:

OS VALORES MAIS COMUNS:

Aceitação Social: As pessoas que escolhem colocar a Aceitação Social como um de seus cinco valores principais gostam de se sentirem aceitas pelos grupos a que Pertençam. Querem muito obter atenção das pessoas que fazem parte dos grupos a que pertençam. Alguns dos adolescentes que se viciam, bebem, se tatuam, colocam brincos ou piercings ou fumam, o fazem para chamar a atenção do grupo ou para se sentirem aceitos no grupo. Alguns adultos agem assim mesmo quando já são adultos. E inclusive aceitam atitudes e comportamentos que não julgam corretos apenas para se sentirem aceitos pelo grupo.

Compaixão: As pessoas que escolhem colocar a Compaixão como um de seus cinco valores principais gostam tanto de se condoer por si mesmas como de se condoer pelas dores do próximo.

Competitividade: As pessoas que escolhem colocar a Competitividade como um de seus cinco valores principais gostam de se comparar, se medir e competir com todos a seu redor e algumas vezes tendem a transformar as atividades normais do dia a dia em udo numa competição. Isso pode causar uma disputa desnecessária que conquista muitos inimigos ou adversários respeitosos, mas com certeza transforma esta pessoa em uma grande realizadora.

Comprometimento com o Próximo: As pessoas que escolhem colocar o Comprometimento com o Próximo como um de seus cinco valores principais sentem um forte compromisso com as pessoas a seu redor e com as tarefas profissionais que exercem e que tenham relação com essas pessoas. Em geral são pessoas pontuais, pois detestam magoar as pessoas ou deixa-las esperando. As vezes as principais mudanças que conseguem em suas vidas são mais motivadas pela possibilidade de ajudar ou amparar alguém do que pelo que podem fazer por si mesmas. Algumas dessas pessoas justificam sua Missão de Vida afirmando que vivem para suas famílias, vivem por seus filhos, vivem por alguma pessoa a quem amam ou apresentam uma  causa ou uma bandeira que justifiquem seus esforços. E também é esse valor que faz com que algumas viúvas passem a criar gatos ou se apeguem tremendamente a um animal de estimação.

Comprometimento consigo mesmo: As pessoas que escolhem colocar o Comprometimento consigo mesmas como um de seus cinco valores principais sentem muita responsabilidade com as pessoas que amam, com seu trabalho ou com o mundo em geral. Fundamentadas nesse valor se tornam pessoas capazes de grandes realizações e compreendem que as pessoas que dependem delas precisam que adotem esse comprometimento. É como aquele ensinamento das aeromoças que no início do voo avisam aos passageiros que se houverem turbulências e as máscaras de oxigênio caírem o adulto tem que colocar primeiro em si mesmo e só depois nas crianças. Afinal se o adulto ficar mal como poderá acudir uma criança?

Contribuição: As pessoas que escolhem colocar a Contribuição como um de seus cinco valores principais sentem que precisam se doar ou ajudar o próximo da melhor maneira que possam. Eu mesmo sou uma dessas pessoas e tenho por lema de vida: “Aquele que não vive para servir não serve para viver.” Marco Natali Ao ter esse valor entre seus cinco valores principais com certeza você sente a necessidade de ajudar, contribuir, compartilhar, ter a sensação de que está fazendo sua parte. Nem sempre a caridade e a filantropia ocupam lugares marcantes em sua vida, mas pelo menos você se sente melhor em atividades e profissões que comprovadamente exemplificam a solidariedade ou tenham um efeito social marcante como é o caso das enfermeiras, dos médicos, dos psicólogos, dos coaches, dos psicanalistas, dos padres, freiras e pastores e outras pessoas que buscam o servir como traço principal de suas profissões. Algumas dessas pessoas chegam até a trabalhar em serviço voluntário.

Crescimento Contínuo: As pessoas que escolhem colocar o Crescimento Contínuo como um de seus cinco valores principais sentem que precisam de coisas novidosas, de novas experiências, de posições e recursos a serem conquistados para que suas vidas tenham sentido. Gostam de se aventurar e são ousadas em suas decisões. Não aceitam estagnar em temos de aprendizado nem de recursos profissionais. Evoluir e crescer é um lema pessoal para elas.

Desafios: As pessoas que escolhem colocar os Desafios como um de seus cinco valores principais gostam de se sentirem desafiadas e se as pessoas com quem convivem, seus colegas de trabalho, as competências exigidas pela empresa, o trabalho a que se dedica, o lugar em que vivem não lhes oferece novos desafios, se sentirão desconfortáveis e terão a sensação de que a vida atingiu um patamar de mesmice que é muito desconfortável para elas. Em geral quem coloca o desafio como um de seus valores principais só passarão a incluir a segurança entre seus valores ou ao se casarem, ou a terem filhos, ou ao mudarem para o exterior, ou ao se tornarem idosas.

Estabilidade: As pessoas que escolhem colocar a Contribuição como um de seus cinco valores principais sentem que precisam se sentir seguras e com os pés firmemente apoiados no chão da realidade, ou do que supõem ser a realidade. Se sentir fiel a um padrão de atividade ou estável em uma posição que não exija muitas mudanças é de fundamental importância para elas.

Excelência: As pessoas que escolhem colocar a Contribuição como um de seus cinco valores principais buscam a retidão, a perfeição e a alta performance em tudo que fazem.  Para algumas delas um constante desafio é saírem do processo de aprendizagem para implementar o que aprenderam. É preciso que aprendam a implementar as coisas que aprendem à medida em que as aprendem. Imagine que o conhecimento é uma espécie de colcha de retalhos e a cada retalho que aprenda procure implementar imediatamente antes de se dedicar ao próximo retalho. Pense no aprender como o ato de respirar. Para respirar você precisa do inspirar e do expirar. O Inspirar é o aprender. O expirar é implementar o que aprendeu e deve se seguir a cada pequeno aprendizado que ocorra em sua vida. Para ficar mais fácil memorize um lema que criei há cinquenta anos atrás é que hoje atribuem ao Bruce Lee: “O que você sabe não tem valor algum, o valor está no que você faz com o que sabe.” Marco Natali

Fama: As pessoas que escolhem colocar a Fama como um de seus cinco valores principais buscam se destacar e se tornar uma referência em suas carreiras e profissões. Dessas pessoas buscam através de suas atividades o reconhecimento público, um lugar ao Sol, as luzes da ribalta.

Honestidade: As pessoas que escolhem colocar a Honestidade como um de seus cinco valores principais passam por apertos aqui no Brasil, pois respeitam tanto esse valor que entram em choque com o padrão menos exigente que é o normal na Pátria Tupiniquim. Em geral são pessoas muito corretas e não suportam a falta de respeito dos furadores de fila e dos indisciplinados que colocam o som do carro alto ou demonstrem outras formas de desrespeito pelo próximo. Certamente não são os mais apreciadores do famoso “jeitinho brasileiro”.

Individualidade: As pessoas que escolhem colocar a Individualidade como um de seus cinco valores principais precisam de períodos de tempo reservados para si e para ordenarem seus pensamentos. Alguns conseguem se dar muito bem quando trabalham a sós, mas quando mais alguém convive com eles se distraem, esquecem compromissos e perdem coisas.

Liberdade: As pessoas que escolhem colocar a Liberdade como um de seus cinco valores principais detestam ser cerceadas ou ter alguém que lhes diga o que precisam fazer. Quando precisam de ajuda sabem busca-la, mas não gostam de pessoas que as perturbem com conselhos que não são solicitados. Conheci uma moça de Florianópolis que passou por vários empregos sem se fixar até o momento que em um determinado emprego aprendeu o que tinha que fazer e solicitou que a deixassem trabalhar em casa, obtida essa autorização passou a fazer até mais do que exigiam dela. Pessoas com esse perfil gostam de profissões que lhes permitam mandar em seus próprios narizes, sem que tenham chefes e com a possibilidade de criarem seus próprios horários de trabalho. Não gostam de serem cobradas e algumas possuem pavio curto com relação a isso. Se você tem esse perfil tem que ler um livro muito especial: “Trabalhe 4 horas por semana.” do Timothy Ferris

Mudança/Variedade: As pessoas que escolhem colocar a Mudança/Variedade como um de seus cinco valores principais detestam rotinas e esquemas tipo “saia justa”. Como possuem propósitos elevados em geral nunca estão muito satisfeitas em “esquentar lugar” gostam de mudanças e novidades e algumas até chegam a ter mais de uma atividade profissional ou a se dedicarem a duas atividades ao mesmo tempo. Não gostam da mesmice e adoram surpresas e programas fora do esquadro.

Ordem/Organização: As pessoas que escolhem colocar a Ordem/Organização como um de seus cinco valores principais detestam coisas fora do lugar. Conversei com uma delas que era minha cliente e ela se justificou dizendo que quando pessoas bagunceiras mandam alguém buscar alguma coisa em suas salas as coisas não conseguem ser encontradas. Pessoas com esse valor se irritam quando não conseguem encontrar as coisas na primeira tentativa. O lema deles costuma ser: um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar.

Poder: As pessoas que escolhem colocar o Poder como um de seus cinco valores principais gostam de mandar. Apreciam posições de comando e preferem funcionários que as obedeçam. Precisam aprender a temperar esse valor com técnicas de liderança que facilitaria a obtenção do que desejam conseguir realizar.

Previsibilidade: As pessoas que escolhem colocar a Previsibilidade como um de seus cinco valores principais gostam de estar no controle das coisas que ocorrem dentro de seu organograma, de seu schedule, em seu dia tanto pessoal como profissional. Detestam os acontecimentos imprevistos e têm dificuldades em organizar as coisas quando algo novo acontece. Procuram evitar isso prevendo de antemão todas as possibilidades do que passa ocorrer em seu dia. Apreciam rotinas e empregos e cargos que lhes permitam proceder de acordo com uma cartilha que lhes apresentem a descrição de seu cargo e suas funções. São ótimas para cargos obtidos através de concursos que as sujeita a uma vida ordenada e previamente demarcada.

Reconhecimento: As pessoas que escolhem colocar o Reconhecimento como um de seus cinco valores principais gostam de serem admiradas e de obter reconhecimento por seus feitos, suas atitudes e procedimentos. Os chineses tem um provérbio que afirma que um só elogio pode manter um homem vivo três meses de um rigoroso inverno.

Reputação: As pessoas que escolhem colocar a Reputação como um de seus cinco valores principais gostam de se sentirem aceitas e até em destaque na maneira em que são vistas pelas outras pessoas. O que os outros pensam é importante para elas. As vezes se contentam mais com o que dizem a respeito delas do que com sua própria avaliação a respeito do que conseguem realizar. Isso pode fazer com que se tornem mais produtivas quando desejam estar a altura da reputação que se lhes atribuem.

Respeito: As pessoas que escolhem colocar o Respeito como um de seus cinco valores principais gostam de se sentirem respeitadas e aceitas. Em geral procuram tratar bem as outras pessoas porque também querem ser bem tratadas de igual forma. Estão sempre ligadas no direito dos outros e de si mesmas. Ficam incomodadas quando percebem a falta de caridade e de consideração pelo próximo exibida por muitos.

Responsabilidade: As pessoas que escolhem colocar a Responsabilidade como um de seus cinco valores principais as vezes se dedicam tanto ao trabalho que se esquecem de si mesmas e de suas necessidades pessoais. Podem até valorizar mais o trabalho do que o lazer e podem inclusive negligenciar a família e o convívio social. Algumas pessoas até se transformam naquilo que em inglês chama-se workaholic.

Rotina: As pessoas que escolhem colocar a Rotina como um de seus cinco valores principais gostam que suas vidas deslizem através de padrões e procedimentos previamente estabelecidos e que possam ser executados em uma sequência previsível e sequencial. Tem dificuldades em lidar com situações imediatistas e imprevisíveis, não são boas em apagar incêndios.

Segurança: As pessoas que escolhem colocar a Segurança como um de seus cinco valores principais não gostam de colocar em risco o que já conquistaram em suas vidas gostam de se sentirem seguras em relação às coisas já estabelecidas em sua rotina habitual.

Status: As pessoas que escolhem colocar o Status como um de seus cinco valores principais gostam de aparentar prosperidade e posição social. Dão relevância à maneira como são vistas pelas pessoas com quem convivem. Morei em um condomínio de luxo mas que ficava em um bairro longe da cidade, resolvi então me mudar para um bairro dentro da cidade e as casas eram minúsculas e de classe mais modesta.  Esses condomínios nos bairros em bairros dentro da cidade em geral não são chamados de condomínio e sim de “residencial”. Pois bem no residencial havia um homem que morava em uma casa pequena, mas tinha oito carros, alguns inclusive importados. Um colega que também é Coaching e mora em Vitória do Espirito Santo contou ter visto pessoas morarem em apartamentos simples para ter uma BMW na garagem.

Sucesso: As pessoas que escolhem colocar o Sucesso como um de seus cinco valores principais gostam de se sentirem bem sucedidas, independente de conquistarem status, aparentar prosperidade ou ter posição social. Não querem ser apenas mais um na multidão preferem se destacar em termos de sucesso, mesmo que não recebam reconhecimento por isso.

O próximo passo consiste em criar sua própria lista de valores (Apenas aqueles que são a sua cara.) e hierarquiza-los na ordem da importância que tem para você.

Fazer isso é bem fácil, pegue o primeiro valor que anotou e compare com sua próxima anotação, o que for mais forte compare com o próximo valor que anotou e assim por diante até o final da lista.

Aquele que for o valor que de destacou entre os demais coloque em primeiro lugar em sua lista.

Depois examine os valores que restaram e escolha o melhor dentre eles para colocar em segundo lugar, faça o mesmo com os demais até ter uma lista que inclua dos mais fortes aos mais fracos.

Procure ter uma lista de pelo menos cinco valores, pode ter mais se você quiser.

Após assistir o vídeo 11 – TRANSF M1 PROSPERIDADE, dedique-se ao estudo do texto abaixo, para uma maior compreensão do tema e aplicação em sua vida:

Participando do Transformacionalismo você irá receber muitos BÔNUS (que são brindes que lhe são dados gratuitamente.) ao longo das remessas a que fizer jus. O curso A REGRA DE OURO é um de meus cursos que você começa a receber GRÁTIS a partir desta remessa.

Pobreza é uma doença, a dor é sentida no bolso.
Orlando Oda

Os sintomas são: falta de dinheiro, carência de bens materiais, falta de sossego. A febre é o sintoma de uma doença infecciosa. É um aviso do organismo, um processo de defesa contra alguma anormalidade. Se quiser curar, não adianta combater o sintoma, é preciso tratar a causa.  Para isso, é fundamental distinguir a causa do problema. Só fazer planos, metas de vendas e de redução de despesas não resolve o problema. A causa está além da falta de controle e organização.  Quando se combate só o sintoma acontecem melhoras momentâneas, mas a causa continua existindo. Quando a causa não é eliminada, o problema retorna em curto espaço de tempo e de outra forma. Para melhor compreensão, precisamos analisar a falta de dinheiro de dois ângulos diferentes: coletivo (pobreza no sentido macro) e individual (situação financeira).   A pobreza no sentido macro depende do centro que comanda. Em 1960, a renda per capita do Brasil era quase dobro da Coreia do Sul. Dez anos depois, em 1970, eram equivalentes. Atualmente a renda per capita dos brasileiros está em torno de 11.900 dólares, ou seja, quase um terço dos coreanos, que hoje estão em 32.100 dólares. Na última década conseguimos ser o terceiro pior PIB da América Latina, na frente apenas do Paraguai e da Bolívia. Por que isso aconteceu? Dos exemplos é possível perceber quão grande é a influência do comando interno. A mesma influência ocorre no nível individual. São três forças que comandam o ser humano: força física, forca mental e força interna. As pessoas ainda não perceberam e não aprenderam a utilizar a grande força interior que comanda o ser humano de dentro e faz as coisas acontecerem.
A falta de dinheiro que não necessariamente é pobreza, é criada pelas diversas “faltas interiores”: falta de generosidade, falta de gratidão, de educação, carência afetiva, falta de harmonia, de alegria, sinceridade, esforço. Alguma ou algumas destas “faltas interiores” levam à criação da carência financeira e material. A falta de generosidade é a falta de amor. Significa mesquinhez, pequenez interna, individualidade. Falta a grandiosidade interior para compartilhar com outras pessoas. A pequenez interior reflete na vida como pequeno crescimento profissional, pouca visão de negócio e pouco dinheiro. Enxergar só a si mesmo pode manifestar também uma miopia. Já a falta de gratidão é uma das principais causas de insucesso pessoal, profissional e financeiro. A primeira lei da prosperidade diz que é preciso agradecer as coisas que já se possui. Se fizer uma pesquisa com pessoas que ficam desempregadas por longos períodos entenderá. Pergunte qual é o nome do primeiro patrão e se um dia na vida agradeceu a esta pessoa. A falta de harmonia junto com a gratidão é também uma das principais causas dos problemas pessoais e financeiros. Os planetas não se chocam porque estão em harmonia, em equilíbrio. A desarmonia é desunião, separação. Faz o dinheiro separar de você. Atrás dos problemas financeiros de uma empresa está a verdadeira causa do insucesso: brigas, disputas, desarmonia entre membros da família ou sócios. O desequilíbrio entre a entrada e saída gera a falta de dinheiro. Se falta dinheiro é porque gasta mais do que ganha. A causa nunca é a torneira da entrada e sim do ralo da saída. Desperdiça-se o dinheiro em pequenos valores de forma compulsiva. Faz-se isso porque há um desequilíbrio interior que faz comprar coisas desnecessárias para anestesiar e esconder a insatisfação interior. A carência afetiva também pode manifestar como carência financeira na vida pessoal. É muito comum pessoas com problemas de relacionamentos com pais, marido, mulher e familiares passarem na vida por grandes problemas financeiros. A carência interior cria uma carência física exterior por semelhança de sentimento. A lei funciona por atração da semelhança. Não é igualdade! Um dos professores que eu tive dizia sempre: “O problema existe até solucionar. Para solucionar, precisa saber qual é o problema”. Se curar a infecção, a febre desaparece. Se identificar a causa da falta de dinheiro e solucionar o problema, automaticamente ele deixará de existir. Que tal tentar?

É possível ganhar dinheiro sem ter um tostão?

Sim, não só é possível como até é bem fácil!
Desde é claro que não se esqueça de aplicar as duas dicas dadas pelo Ray Kroc – persistência e determinação.
Ou seja, entenda bem: se você não tiver persistência e determinação, caia fora, aqui não é o seu lugar.
Mas o pressuposto aqui é que mesmo sem ter um tostão você tenha outros recursos que possam ajudar, por exemplo: um computador, uma bicicleta, um caixote para por lá na esquina e vender limonada, por exemplo.
Mas não, hehehe! Não se preocupe, esqueça o caixote!
Mas aprenda agora mesmo dois conceitos importantes que vão lhe ensinar a diferença que faz a diferença quando escolher livros ou cursos que transmitem ensinamentos sobre Prosperidade.
Existem três tipos de livros e cursos sobre prosperidade, ganhar dinheiro e libertar-se das dívidas:
O primeiro tipo de livros ou cursos são os livros ou cursos que lhe dizem “o que fazer”, já li muitos livros e já fiz muitos cursos desse tipo e de nada serviram para mim e acredito que você também já leu livros e fez cursos como esse e de nada lhe serviram também. Quando lhe dizem “o que fazer” e não lhe dizem “como fazer”, não lhe trazem um proveito significativo.

Suponha que eu lhe diga que um contador financeiro em 2003 venceu o World Series of Poker e ganhou em oito dias o equivalente a cem anos de trabalho.
Isso é verdade?  Sim isso é verdade.
Ele ganhou mesmo o equivalente a cem anos de trabalho em apenas oito dias?  Sim ele ganhou mesmo.
E daí? Em que isso vai adiantar para você?  Como isso vai resolver seus problemas financeiros de uma vez por todas?

O que adianta você saber “o que fazer” (Jogar poker, vencer o WSOP e ganhar o equivalente a cem anos de trabalho em apenas oito dias) se você “não sabe como” jogar poker?
Então esqueça os livros e cursos que lhe dizem “o que fazer”, o que você precisa é do terceiro tipo de livros e cursos.

O segundo tipo de livros e cursos são os livros e cursos que lhe dizem que é possível ganhar dinheiro jogando poker se você tiver um método, um sistema ou “se souber como fazer”, mas não lhe ensinam “como fazer”.

Esse segundo tipo de livros e cursos lhe diz “o que fazer” e lhe diz “o que você tem que saber” para conseguir realizar o “o que”, mas continua sem lhe ensinar o “como fazer”.  Esse segundo tipo de livros ou cursos são importantes apenas para motivar você.
Mas o que você precisa realmente de uma vez por todas é do terceiro tipo de livros ou cursos que tratem a respeito do “como fazer”. Mantendo isso em mente e implementando as dicas que lhe passo neste curso você vai conseguir resolver seus problemas financeiros de uma vez por todas!

Este volume é parte de A Regra de Ouro 1.
Eu gostaria de escrever tudo em uma só pagina e sair distribuindo pelas ruas, mas isso não é possível; é muita coisa a ser ensinada, coisas que aprendi ao longo de toda uma vida e já sou um homem idoso.
Mas quero compartilhar tudo com você, sem deixar de lado nada do que seja importante você saber.
Note bem que não sou o dono da verdade, não sei tudo a respeito de qualquer coisa, tenho minhas limitações como todo mundo.
O que significa isso?
Que quando eu souber lhe indicarei o caminho das pedras eu mesmo, quando eu não souber lhe digo o nome ou lhe indico o link de quem vai lhe ensinar o “como fazer”.
Então note bem que o terceiro tipo de livros e cursos também lhe dizem que é possível ganhar dinheiro se você tiver um método, um sistema ou se souber como fazer, só que, diferente dos livros anteriores, eles lhe “ensinam como”!

Os livros e cursos do terceiro tipo lhe ensinam o que você precisa saber para ganhar dinheiro e resolver seus problemas financeiros.

Note que a grande diferença é que “o que fazer” é completamente diferente de “como fazer”.
Mesmo que alguém lhe diga “o que fazer”, se não lhe ensinar o “como fazer”, nada irá adiantar.
Ter conhecimento apenas não adianta, é preciso saber aplicá-lo.

“O que você sabe não tem valor algum, o valor está no que você faz com o que sabe.”
Marco Natali

Mas antes de prosseguirmos ainda há mais duas coisas que você precisa aprender.

PRIMEIRA: Você tem que saber que é possível aprender a ganhar dinheiro.

Não, por favor.  Não me venha com “ter fé” e “acreditar”.
É bom ter fé e acreditar?  É mais do que bom é ótimo.  Mas não é o suficiente.
Por que não é o suficiente se foi isso que Jesus ensinou?
Porque Jesus estava falando de uma realidade após a vida e não há como comprovar isso sem ter fé, sem acreditar.
Mas nós estamos falando desta vida aqui.
Nesta vida existem fatos e para resolver seus problemas financeiros você não precisa crer nem ter fé, fatos são fatos.
Dizendo de outra forma: contra fatos não há argumentos.

Explicando melhor: tudo aquilo que é fato pode ser aprendido (mesmo que não seja compreendido).
Qualquer criança sabe que se apertar o botão a luz vai acender.
Meu netinho Danilo cansou de apertar o botão da luz da minha sala só pelo prazer de ver a luz acender e apagar – até a mãe dele vir correndo ou alguém gritar com ele. Hehehehe!
Isso tem quatro significados simples, mas muito importantes para todos aqueles que querem enriquecer.
Primeiro significado: o Danilo aperta o botão porque quer fazer a luz acender. Ou seja o que motiva a ação é o resultado buscado. Segundo significado: para a luz acender o Danilo não precisa compreender o que faz a luz acender, você pode aprender e fazer mesmo sem compreender.
Terceiro significado: o Danilo aprendeu como acender a luz, ninguém ensinou a ele por que a luz acende e nunca o vi perguntar, mas para que a luz acendesse ele precisou (agir) apertar o botão.
Quarto significado: não adianta simplesmente saber. O Danilo sabe que apertar o botão faz a luz acender, mas mesmo sabendo se ele não apertar o botão (agir) a luz não vai se acender.

E isso permite a você aprender um dos grandes segredos sobre a arte de ficar rico:

Feito é melhor que perfeito.

Mas se você não fizer (implementar, agir) não vai funcionar.

Entendeu agora?

E o que eu quero dizer quando lhe digo que “sem implementar não vai funcionar”?     

Primeiro eu quero lhe contar a história de Yugong um velho chinês que arrancou um pedaço da montanha Wangwu porque ela estava no caminho que ele tinha que percorrer para buscar água todos os dias.
Esta história é muito peculiar e eu já tive a oportunidade de ver uma publicação chinesa em que ela foi quadrinizada para as crianças aprenderem o significado da persistência e da determinação.  Segundo dizem era a história favorita de Mao Tsé Tung.
E como que um velho chinês conseguiu arrancar um grande naco de uma montanha e tirá-lo do caminho?
Esse é um dos grandes segredos da arte de resolver seus problemas financeiros e torna-lo rico.
Se ele conseguisse erguer a montanha toda e arremessá-la a outro lugar seria perfeito não seria?
Mas ele era um velho, suas forças eram pequenas.  Então o que ele fez?
Ele colocava uma vara de junco sobre os ombros e um balde em cada ponta e saia para buscar água e para isso tinha que subir a montanha e descer pelo outro lado.
Quando ele chegava ao topo da montanha ele apanhava algumas pedras, um pouco da terra e enchia os dois baldes.
Quando descia da montanha do outro lado ele esvaziava os baldes, os lavava na água da fonte, enchia de água e retornava para casa. Fez isso durante muitos e muitos anos até que transformou seu caminho até a fonte de água em uma estrada nivelada e o caminho para a fonte se tornou muito mais fácil.
Veja bem que seria perfeito se ele tivesse conseguido erguer a montanha de uma vez só e a mudado de lugar.
Mas Yugong não era um ser perfeito, ele era imperfeito como você e eu. Então ele usou o que tinha: dois pequenos baldes.

MEU AMIGO DO PEITO

Tenho um grande amigo, um amigo do peito, com um coração de ouro (apesar da boca suja e de se irritar de vez em quando) e esse cara tem mais ou menos uma tonelada e meia de vídeos e e-books sobre marketing.
Ele tem mais informações sobre marketing do que qualquer outro marqueteiro do Brasil, mesmo os mais famosos.
A biblioteca do Conrado Adolpho é ridícula perto do material que esse meu amigo tem (mas ele nem percebe isso).
Ele tem mais informações sobre marketing, do que cuecas e meias e sapatos e camisas e calças e, infelizmente, do que tostões em seu bolso.
E se ele implementasse apenas 0,00000000000001 por cento desse conhecimento mesmo lidando com um produto muito ruim, mesmo como afiliado e não como produtor, ele seria milionário.
E sabe por que ele é “pobre de marré de si”?
Sabe por que ele não tem um gato para puxar pelo rabo?
Sabe por que às vezes ele come Miojo porque não tem recursos para comer outra coisa?
Porque ele é um perfeccionista contumaz.

Ele ama a perfeição e quer fazer tudo perfeito.

Se lhe perguntar talvez ele lhe responda que sabe que Deus é perfeito.  Mas o que ele ainda não aprendeu é que só Deus é perfeito.      Se você for como ele, pare de ler, dê uns pontapés em sua própria bunda (você merece admita) e retire de você toda e qualquer mania de perfeição.
Isso feito divida o que você tem que fazer em pequenos baldes e comece a transportar a montanha.

FATOS SÃO FATOS

Estávamos falando de fatos não é?  Voltemos aos fatos:
Como que eu posso saber que é possível se aprender a ganhar dinheiro e a ficar rico?
Toda a pessoa de minha idade sabe isso é só perguntar ao seu avô.
Mas antes aprenda “como fazer”, até para perguntar é preciso saber “como fazer”.
Se você perguntar a seu avô se é possível aprender a ficar rico talvez ele lhe responda que não.
O porquê dessa resposta é uma questão filosófica.
Talvez porque no momento que você lhe perguntou ele estivesse irado, com dor de barriga, com dor de dente, com sede, com sono… Talvez ele tenha lhe respondido isso porque ele nunca foi rico e tem preconceito contra os ricos.
Talvez ele lhe tenha dito isso porque ele é evangélico e acredita que “os ricos não entram no reino dos Céus”. (Argh!)
Todos os porquês são questões filosóficas e não estamos interessados nisso neste curso, este curso trata de soluções e não de problemas.
Seu avô lhe respondeu dessa maneira porque você lhe fez a pergunta errada.
E porque sua pergunta estava errada?
Porque você estava perguntando “o que”.

Você deveria perguntar ao seu avô o seguinte: “- Vovô, o senhor conheceu alguém que era rico, perdeu tudo e mesmo assim ficou rico de novo?”
Se ele for sincero com você, for um homem vivido e ainda não estiver caduco, a resposta será SIM!
Note bem que você ainda não sabe o como e talvez nem seu avô o saiba, mas aquele cara que tinha dinheiro depois ficou pobre e voltou a ficar rico, sabe a resposta.
Ele conhece o famoso “caminho das pedras”.
E o caminho das pedras é o “como fazer”.
Se um garotão herdar uma fortuna pode perder tudo e quando perder estará perdido para sempre.
Se um garotão for esforçado o suficiente para ficar rico por si mesmo, através de suas próprias forças, pode perder tudo e quando perder saberá como ficar rico novamente.
Vi isso acontecer muitas vezes e provavelmente seu avô também.

Isso significa que sabemos fazer isso?  Não, não necessariamente.
Mas já começamos a vislumbrar o “como fazer” e, para começo de conversa não é herdando que se fica rico.
Tem um provérbio popular meio grosseiro, mas que diz mais ou menos assim:

“O avô trabalha e enriquece,
o pai herda gasta e empobrece
e o filho fica na merda e merece.”

 E eu complemento:

“Filho! Não esmoreça
trabalhe com a cabeça,
com persistência e determinação.
Fazendo da intenção a ação
de implementar e fazer
a riqueza acontecer.”

Não sou poeta e devem haver vários erros aí, mas se você entendeu a mensagem não me sacrifica.

Para saber ao invés de ter fé ou acreditar, basta olhar os fatos. E os fatos são bem claros.
Os que herdam, com raras exceções sempre perdem o que herdaram.
Dos que se fizeram ricos por si mesmos alguns continuam ricos pela vida afora.
Outros perdem o que ganharam, mas se ficaram ricos por si mesmos conhecem o caminho das pedras e conseguem enriquecer novamente.
Para mim a verdade está bem clara.
Se uma só pessoa no mundo for capaz de fazer fortuna, perder tudo e depois voltar a conquistar a fortuna perdida isso já é prova suficiente para mim.

Sim, é possível aprender a ficar rico se você souber o que fazer e aprender o como fazer.

ANTES DE LER O PRÓXIMO TEXTO 11 – TRANSF M1 FINAL, dedique-se ao estudo do texto abaixo, que é mais um Bônus que nosso curso lhe dá, para que adquira uma filosofia de vida útil que o orientará em sua vida:

Quando transformei o Transformacionalismo em um curso EAD (Ensino à Distância) percebi que nosso povo de nossa Família Transformacionalista a quem tanto amo, carecia de uma filosofia básica de vida que o ajudasse a criar um fundamento sólido onde erigir sua transformação pessoal. Foi então que criei esta Sexta Área, além das cinco a que você tem direito por ter enviado  sua Contribuição Voluntária. As orientações desta área são mais um BÔNUS que ofereço a você gratuitamente. Mas não se iluda o Budismo é uma Filosofia de Vida, não é uma religião. Você pode ter a crença ou religião que quiser e praticar a filosofia budista em sua vida.

COMO ESTE CURSO VAI TRANSFORMAR A SUA VIDA (Se você o permitir)

Milhares de pessoas do mundo todo tem aplicado os ensinamentos do Budismo em suas vidas alcançando transformações verdadeiras e duradouras.
Isso vem acontecendo há mais de 2500 anos desde que Siddhartha Gautama (o Buda) transmitiu seus ensinamentos.
Até o momento em que ocorreu a revolução cultural na China, à época de Mao Tsé Tung, a maior pratica de cunho espiritual do mundo, superando mais que o dobro dos participantes da soma das maiores religiões do mundo (Cristianismo + Hinduísmo + Islamismo) era o Budismo.
Com o advento do Comunismo na China e  a proibição das práticas de natureza espiritual esse número diminuiu bastante.
As estatísticas atuais em 2015 (fonte: Centro Apologético Cristão de Pesquisas) afirmam que atualmente 33% das pessoas do mundo são cristãs, 22% são muçulmanos (Islamismo), 14% hindus e apenas 6% budistas.
Estatísticas da Igreja Batista afirmam que a religião que mais cresce no mundo é o Islamismo e que dentro de 25 anos (aproximadamente, talvez antes) será a religião predominante.
Embora haja apenas 6% de praticantes do Budismo somos 330 milhões de praticantes em todo mundo.
Mas no Budismo Niskama Karma não consideramos o Budismo como religião, visto o Buda não mencionar Deus em seus ensinamentos.

ESBNK – O Estudo Sistemático do Budismo Niskama Karma

Você também conseguirá transformar sua vida, na medida em que persistir em seus estudos.
Este ESTUDO SISTEMÁTICO DO BUDISMO NISKAMA KARMA é o mais completo curso sobre o Budismo Niskama Karma em todo o mundo e vai, se você o permitir, ensinar-lhe o que a prática da meditação e a compreensão do Dharma (Denomina-se Dharma os ensinamento do Buda) são capazes de fazer e como utilizá-los para ampliar, aperfeiçoar e transformar para melhor a sua vida.
Como já dizia o Buda você é o que você pensa.

   “Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo.”   Siddhartha Gautama

O QUE VOCÊ SABE DA VIDA?

 Por que algumas pessoas conseguem ser alegres, compassivas e cheias de compaixão, quando tantas outras são tristes e miseráveis?
Por que algumas pessoas conseguem riqueza e prosperidade a um estalar de dedos, enquanto outras comem o pão que o diabo amassou e se arrastam por esta vida levando uma existência miserável?
Por que um homem consegue facilmente se expressar em público, fazendo discursos diante de multidões e outros são tímidos e complexados, mal conseguindo expressar suas necessidades sem gaguejar?
Porque alguns conseguem viver em verdadeiras mansões, às vezes tendo mais de uma casa e outros amargam condições precárias, vivendo em barracos insalubres que lhes consome o sono e a saúde?
Por que alguns alcançam sucessos espetaculares, enquanto outros vagueiam de sub emprego a sub emprego, tentando esticar um salário miserável, até o fim do mês?
Por que algumas pessoas são simpáticas e carismáticas, atraindo atenção positiva por onde quer que passam, enquanto outras só conseguem criar inimizades, atrair intrigas e invejas destruidoras?
Por que há tantas pessoas criativas, que geram ideias a partir do nada, quando tantas outras parecem ter a cabeça vazia e se obrigam a suportar empregos monótonos por temor a um futuro incerto?
Por que alguns parecem nunca ficar doentes e quando ficam se recuperam milagrosamente, enquanto outros peregrinam de um médico a outro, da experimentação de um medicamento a outro, sem que consigam estar saudáveis em momento algum?
Por que pessoas religiosas, ou não, têm como destino a ansiedade, a depressão, a síndrome do pânico, enquanto outras parecem navegar suavemente pela vida em perfeita harmonia?
Por que há tantas pessoas sem ética, completamente  desonestas, que prosperam tanto e usurpam o merecido lugar de pessoas muito mais preparadas e esforçadas, que não conseguem conquistar um lugar ao sol?
Haverão respostas para estas perguntas?

Sim, com certeza, e essas respostas estão ocultas na mente de cada uma dessas pessoas!

QUAIS OS OBJETIVOS E METAS DESTE PRIMEIRO NÍVEL DE NOSSOS ESTUDOS?

São duas as Metas deste Primeiro Nível de nossos estudos:

1 – Estudar as Quatro Nobres Verdades, pois representam a base e o cerne de todo o Budismo.
2 – Iniciar o processo meditativo.

Centenas de autores em todo o mundo têm pesquisado o Budismo e muito coisa já foi concluída, determinada e aplicada por muitos, com resultados espetaculares.
Este curso da Ordem Filosófica Budista Niskama Karma está ao dispor de qualquer pessoa que deseja se aprofundar no conhecimento do Budismo e contribua para a manutenção de nossa Ordem através da prática do Dasamansha.
O Dasamansha é a versão oriental da prática da oferta igualitária denominada nos tempos antigos “a dízima” e nos tempos modernos “o dízimo”.
O dízimo dos cristãos iniciou-se a partir da prática do Dasamansha que é muito anterior ao surgimento da civilização judaica e do Cristianismo.
Enquanto praticar sua oferta igualitária ao contribuir para o Transformacionalismo, você estará recebendo as lições deste curso de Filosofia Niskama Karma, como um brinde a mais a contribuir para o desenvolvimento de sua vida e para os progressos nas cinco principais áreas de sua existência.
Nossos textos são preparados em linguagem simples e buscam passar informações fundamentais sobre  a  transformação que se manifesta através da prática do Dharma.
Existem Leis básicas e fundamentais que norteiam a vida de todos os seres sobre a  terra.
E essas Leis compõem os conceitos que fundamentam o Budismo e recebem o nome de Dharma.
Estou certo que você conseguirá aprender e aplicar estas leis e princípios e quando o fizer, irá mudar sua vida desde que se dedique às nossas práticas com afinco, determinação e assiduidade.
Este é o momento em que você está iniciando sua aventura em busca de sua transformação espiritual que resultará em libertação da miséria e do fracasso, das condições físicas e mentais adversas, em busca do caminho que conduz à felicidade, à paz espiritual e à prosperidade.
Você está abrindo as portas de sua prisão mental e ganhando a liberdade de caminhar ereto pelos campos floridos do mundo superando as dificuldades e a dor à medida que surjam em seu caminho.

APERTANDO O BOTÃO DE PARTIDA

Em determinado momento de minha vida, também eu, descobri o imenso poder que estava a meu dispor através da prática da meditação, compreensão e aplicação em minha vida das Quatro Nobres Verdades.
Você irá aprender através de nosso curso, como meditar de maneira objetiva e consciente, atingindo o âmago do seu ser e conquistando a paz e a serenidade, antes julgadas inatingíveis!
Através da meditação correta (O oitavo passo do Ashtanga Yana), você ira abrir novos caminhos para si e para as pessoas que ama; irá descortinar a cura de moléstias antes julgadas incuráveis; irá remover problemas e obstáculos que antes se interpunham em seu caminho; conquistar realizações financeiras, pessoais, sociais e intimas que aparentemente fugiam do seu alcance.
Seus relacionamentos pessoais, sociais, íntimos e profissionais irão adquirir uma nova dimensão mais realizada e confortadora.
Você irá descobrir atalhos que lhe permitirão alcançar a realização a serenidade e a paz em bem menos tempo e de maneira muito mais fácil.
Procure ler e reler estas lições, grifando os textos que julgar mais importantes.
Ao fazê-lo você estará condicionando sua mente para a conquista da paz e da serenidade e para a realização de seus melhores anseios de natureza espiritual.
Há uma sabedoria e um poder profundo, ocultos dentro de sua mente e você irá aprender a utilizá-los sabiamente em sua vida.          As técnicas que aprenderá são simples,  mas  poderosas.
À medida que as utilizar irá provar  para si mesmo(a) que possui as capacidades necessárias para conquistar uma vida melhor e mais realizada.

O DHARMA CHAKRA

O símbolo de nossa Ordem é o Dharma Chakra (A palavra Chakra em sânscrito significa roda).
Esse símbolo parece um timão desses utilizados para dirigir embarcações e com isso mostra que é a forma de dirigirmos nossa vida.
Ele tem oito braços que indicam os Oito Yana (Yana em sânscrito significa caminho.) a que nos dedicamos ao praticarmos o Ashtanga Yana (Ashtanga em sânscrito significa “oito partes”.).

A PRINCIPAL VANTAGEM DESTES ENSINAMENTOS

Embora tenha inúmeras qualidades, a principal vantagem deste curso é que é um curso prático.
Seus ensinamentos são voltados para a prática.
A maneira como é formulado e suas sugestões são simples e fáceis de aprender e aplicar.
Estes métodos foram ensinados pelo próprio Buda e por muitos outros grandes ascetas e monges de diferentes Ordens budistas.
Os métodos que lhe ensinaremos fundamentam-se na experimentação efetuada durante dezenas de anos com sucesso, através de centenas de práticas e experimentações, a maioria dos quais estão a seu alcance e você poderá reproduzir com idênticos resultados, já anteriormente comprovados.
Você aprenderá aqui alguns dos grandes segredos que o Buda ensinou o que torna este curso, algo muito raro e valioso, que estará sempre ao seu dispor quando tiver necessidade de entrar em contato com uma verdade maior que poderá ajuda-lo sempre que precisar.

NÃO É O “QUE” MAS O “COMO” QUE FAZ TODA A DIFERENÇA

Verificamos depois de extensa pesquisa, que a sua mente desempenha um papel muito importante no desenvolvimento de sua espiritualidade, aliás como sempre afirmou o Buda.
Não é sua crença ou religião que fazem diferença, é a maneira como observa, analisa e organiza sua mente e a intensidade com que a direciona através de seus pensamentos e dos quadros mentais que você forma em sua mente que trazem os resultados que está buscando.
Existem alguns segredos bem simples, mas secretos, que iremos compartilhar com você, que irão alterar para melhor os resultados que vem obtendo em suas meditações.
A meditação nada mais é que um pensamento direcionado para um determinado resultado.
E a meditação pode ser aprendida sim e você irá aprender como fazer isso.
Você irá aprender a transformar suas intenções em meditação.
Vamos ensinar-lhe a transformar uma mente conturbada e inoperante em uma poderosa montanha de realização atuante que irá mudar o seu mundo e mudar você com ele.
As pessoas se queixam de possuírem mentes irrequietas que estão continuamente vagando de um pensamento para outro, sem cessar.
Muitos se queixam de uma certa torpeza mental que faz com que se fixem em pensamentos derrotistas que os puxam para baixo, em direção a um abismo sem volta.
Há grande quantidade de pensamentos ruins em sua mente?
Há anos você vem colecionando pensamentos de frustração e de mágoa?
Irá aprender a se libertar de tudo isso.

DENTRO DE VOCÊ ESTÁ DEPOSITADA UMA SABEDORIA INFINITA
QUE ESTÁ A SEU ALCANCE

Se você tivesse o poder de avaliar as riquezas infinitas que existem dentro de si, teria condições de encontrar em si mesmo tudo que necessita para transformar sua vida para melhor, adequando-a a todas as suas necessidades, por mais exigentes que sejam.          Você não foi colocado neste mundo para ser um perdedor!
Há uma missão a ser cumprida; há um objetivo em seu nascimento.
A vida não lhe foi dada para ser desperdiçada.
Juntamente com a vida, lhe foram dadas as condições para que sejam supridas todas as suas necessidades nesse seu caminhar sobre a terra.
Você pode ter aqui toda a saúde, todo o amor, toda a sabedoria que necessitar ter para o cumprimento se sua missão.
Digo mais!
Você pode ter nesta vida, muito mais do que necessita, em todas as áreas que lhe sejam importantes, desde que aplique os conhecimentos, a força e o poder que estão dentro de você, com o objetivo de lhe proporcionar todas as condições úteis e necessárias para o cumprimento de sua missão sobre a terra!
O acesso a essas coisas é obtido através da meditação!

ACRES DE DIAMANTES

Neste Primeiro Nível de estudos você está tendo a oportunidade de se transformar em uma pessoa que compartilhe a filosofia que aprender aqui, então vou contar a você agora a história de um palestrante americano.

Nos Estados Unidos, existiu um grande orador chamado Russell Conwell que dedicou muitos anos de sua vida a proferir uma mesma palestra, denominada ACRES DE DIAMANTES e com os rendimentos dessa palestra ele fundou a Temple University da Philadelphia.
O teor da palestra é que todos procuramos riquezas longe de nossos lares, quando a riqueza pode estar (e geralmente está) em nosso próprio quintal!
Vamos mais além do que Conwell e afirmamos que você tem acres de diamantes, dentro de si!
Você pode extrair dessa mina de diamantes interna, tudo aquilo de que necessita para concretizar sua missão sobre a terra tendo uma existência farta e repleta de tudo que lhe traga a felicidade e, o que é melhor, podendo compartilhar esses conhecimentos com seu próximo, trazendo a alegria e a felicidade à vida deles também!
A seguir uma versão da palestra do Conwell feita por outro autor:

ACRES DE DIAMANTES

Houve um homem chamado Ali Hafed, que vivia no belo país do Irã. Fazendeiro, estava contente com sua situação. Sua fazenda era excelente e rendosa. Tinha esposa e filhos. Criava carneiros, camelos e plantava trigo. “Se um homem tem esposa, filhos, camelos, saúde e paz de Deus”, dizia ele, “é um homem rico!”  Ali Hafed continuou rico até que, certo dia, um sacerdote veio visitá-lo e começou a falar de uma coisa estranha, que o sacerdote chamava de “diamante”. Ali Hafed jamais ouvira falar em diamantes. E o sacerdote comentou: “Eles cintilam como um milhão de sóis, na verdade, as coisas mais lindas do mundo!”  De repente, Ali Hafed passou a sentir-se por demais descontente com o que possuía. Perguntou ao sacerdote: “Onde se podem encontrar esses diamantes! Preciso possuí-los.”  O sacerdote respondeu:  “Dizem que é possível achá-Ios em qualquer parte do mundo. Procure um riacho de águas transparentes correndo sobre areia branca, em terreno montanhoso, e ali você achará diamantes.”  Ali Hafed, então, tomou uma decisão; vendeu a fazenda, confiou esposa e filhos aos cuidados de um vizinho, e se lançou em sua jornada à procura de diamantes. Viajou pela Palestina, depois ao longo do vale do Nilo, até que, afinal, encontrou-se junto às Colunas de Hércules, entrando, a seguir, na Espanha. Ele procurava areias brancas, montanhas altas. Diamantes, porém, não encontrou um só. Com o correr dos anos, um dia chegou ele à costa de Barcelona, na Espanha. Estava alquebrado, sem recursos e sem condições de comunicar-se com a família. Num acesso de desespero, profundamente deprimido, lançou-se ao mar e morreu. Nesse ínterim, o homem que adquirira a fazenda de Ali Hafed achava curiosa pedra negra, enquanto seu camelo se dessedentava num riacho. Levou-a para casa, colocou-a sobre a cornija da lareira e esqueceu-se dela. Um dia apareceu o sacerdote. Olhou acidentalmente para a pedra negra e notou um lampejo colorido brotando de um ponto de onde saíra uma lasca. Disse ao hospedeiro: “Um diamante! Onde o achou?”  Contou-lhe o fazendeiro: “Encontrei-o nas frias areias do riacho de águas claras aonde levo meu camelo para beber.” Juntos, arrebanhando as túnicas e correndo tão depressa quanto lhes permitiam as sandálias, dispararam rumo ao riacho. Açodadamente, esgaravataram e cavaram e acharam mais diamantes! Esse achado se transformou na Mina de Diamantes Golconda – a maior mina do mundo!

A lição é clara. Os diamantes lá estavam, o tempo todo, no quintal de Ali Hafed.
Só que ele não os vira.
E, por isso, gastara a vida numa busca inútil!
A moral também é clara.
Você pode gastar sua vida em todo tipo de viagens à procura de prazer, fama e riqueza – um tremendo esforço para encontrar felicidade.
Mas pode acontecer que a felicidade esteja debaixo de seus pés, em seu próprio quintal.
Floresça onde você está plantado!
Onde quer que você esteja a Mãe Natureza ali está.
Onde a Mãe Natureza está há belos desígnios – basta que você veja as possibilidades.
A Mãe Natureza o pôs onde você está, porque a Natureza pode ver diamantes nas rochas que estão ao seu redor.
Extraído do livro “Floresça Onde Está Plantado”, publicado pela Editora Betânia. (Revista Mensagem da Cruz, 55 – jan/mar 1982)

Algumas pessoas ainda não acordaram para os imensos poderes que têm dentro de si.
O infinito amor que emana do universo (Que alguns chamam Deus por falta de um rótulo melhor, preferimos a expressão NATUREZA ou Mãe Natureza se você preferir, visto que o Budismo não é uma religião e não trata de Deus.) colocou dentro delas todos os recursos que necessitam.
Eu diria, colocou muito mais recursos do que os que necessitam para cumprirem suas missões, mas elas ainda não perceberam!
E, por não o perceberem, não conseguem ter acesso às infinitas possibilidades que a meditação pode lhes proporcionar e vão se arrastando pela vida, perdendo um tempo precioso, se esforçando demais e desperdiçando recursos que poderiam facilmente produzir grandes resultados se entrassem em sintonia com essas forças poderosas que trazem dentro de si.
Imagine alguém nadando em um rio caudaloso e cheio de correntezas, contra a corrente!
Terá uma árdua tarefa pela frente e provavelmente irá se acabar antes de conseguir realizar coisa que preste.
Por outro lado, imaginemos outro alguém deitado em uma canoa, fluindo suavemente através da corrente suave de um riacho que o conduz em direção a seu destino.
Esse alguém escolheu fluir com o rio ao invés de lutar contra ele, tudo para ele é mais fácil, as coisas parecem vir parar em suas mãos sem nenhum esforço!
Assim também, aquele que escolhe fluir com a vida, está canalizando as energias que possui dentro de si e a vida lhe será bem mais fácil e seu fardo bem mais leve.
É claro que suas chances de realizar muitas coisas se tornam bem maior.
Você alguma vez já brincou com um ímã?
É muito interessante brincar com um ímã, pois ele atrai qualquer objeto que contenha ferro.
Existem outros tipos de ímãs também, por exemplo, se você esfregar um pente feito de plástico em um pedaço de tecido ou mesmo em seus cabelos, esse pente atrairá pequenos pedaços de papel.
Certamente você já viu em filmes aqueles grandes ímãs eletrônicos usados nos ferro velhos americanos para mover carcaças de carros de um lado para outro.
Aquele tipo de ímã é um pedaço de aço comum, e é colocado sobre a carcaça de um carro sem produzir nenhum efeito.
Só que, assim que é colocado no lugar, alguém aciona um botão que irá através da corrente elétrica, magnetizar esse pedaço de aço. Logo em seguida, esse pedaço de aço se torna capaz de erguer toda a carcaça do carro a ser movido.
É impressionante como a capacidade desse pedaço de aço se amplia ao ser magnetizado!
Quando o botão é apertado novamente, todo o magnetismo é retirado do pedaço de aço e agora não tem a capacidade de erguer mais nada, por mais leve que seja!
Assim também, você pode ser uma pessoa magnetizada ou sem magnetismo algum.
Se for uma pessoa magnetizada será cheio de energia, autoestima e autoconfiança.
Se tornará capaz de desenvolver sua espiritualidade e ter sabedoria.
Se você é uma pessoa desmagnetizada, não possui autoestima, não tem autoconfiança e tem tudo para fracassar.
Nada é suficientemente bom para você, diante da melhor oportunidade você desiste antes mesmo de começar, com a desculpa de que certamente irá fracassar.
Pela sua falta de autoconfiança, também pode ocorrer que tema perder seu dinheiro, o investimento de seu tempo e de sua dedicação, diante da perspectiva de fracassar.
Pela sua falta de autoestima, talvez se justifique, temendo fazer um papel ridículo ou temendo o desprezo de parentes e amigos – talvez até temendo que se riam de você.
É claro que este tipo de pessoa tem tudo para não dar certo na vida.
Procure perceber que ambas as atitudes dependem apenas de uma escolha pessoal e cuide de fazer a escolha certa.
Ao se tornar uma pessoa magnetizada você passa a se dar a oportunidade de dar certo na vida.
Dentre os conhecimentos que a humanidade vem descobrindo ao longo do tempo, qual é em sua opinião o maior de todos?
Será o segredo da bomba atômica, da energia termonuclear?
Será a psicotrônica, os fótons, a neurolinguística?
Não, nenhum destes.
Como descobri-lo então e pô-lo em prática para seu proveito pessoal?
A resposta a essa pergunta é extremamente simples e conhecer essa resposta é se tornar capaz de realizar praticamente qualquer coisa que você possa conceber em seu pensamento.
O maior segredo que a humanidade descobriu em todos os tempos e que também é o maior segredo do Budismo, nada mais é que a maravilhosa capacidade de identificar e vencer a dor.

UMA LENDA INDIANA

Na Índia, há uma lenda que conta que, no início dos tempos o Deus Brahma teria reunido seus assessores e dito a eles que havia um poder maravilhoso que teria que ser ocultado para que os homens não o alcançassem.
Pediu a eles que lhe sugerissem onde ocultar esse poder.
O primeiro assessor (chamado Deva em sânscrito) teria sugerido que esse imenso poder fosse enterrado bem fundo no chão.
Mas Brahma não concordou alegando que os homens cresceriam em conhecimento e fariam maquinas poderosas que poderia cavar fundo na terra.
O segundo Deva sugeriu que esse poder espantoso fosse oculto no mais profundo dos mares, mas Brahma mais uma vez advertiu que os homens inventariam submarinos e batiscafos e explorariam o mais profundo dos oceanos.
O terceiro Deva sugeriu que esse poder fosse oculto na Lua, que se encontra bem distante da terra, mas Brahma mais uma vez alegou que o homem até na Lua chegaria, com o desenvolvimento de seus conhecimentos tecnológicos.
O quarto e último dos Devas sugeriu que esse poder fosse confinado aos lugares mais longínquos do Universo, mas Brahma discordou e disse que o ocultaria no único lugar onde o homem jamais o procuraria – e o colocou dentro do próprio homem.
O mais fantástico disso tudo é que você não precisa “conseguir” esse poder, pois já o possui.

Para que você consiga todas aquelas coisas maravilhosas que estão a seu dispor a partir de sua mente, basta que aprenda a usar esse poder e é essa a principal função do ESBNK – Estudo Sistemático do Budismo Niskama Karma!
Através destes estudos você vai aprender a usar o poder que está dentro de você e aprenderá a aplica-lo em cada uma das partes que compõem a sua vida.
Nada é pequeno demais que não possa ser desenvolvido por esse poder e nada é grande demais que não possa ser melhor administrado com esse conhecimento!
Para você basta seguir cuidadosa e zelosamente os conhecimentos contidos nestas lições, para que adquira a técnica necessária que lhe permita utilizar desde os processos mais simples aos procedimentos mais sofisticados, transformando sua vida e a vida das pessoas que entram em contato com você, de uma maneira inesquecível.
Esta em você a capacidade de entrar em contato com uma nova luz que guie toda a sua existência.
É sua a força que lhe permitirá a realização de seus sonhos e a transformação de suas esperanças em realidade.
Para isso basta que você decida agora transformar sua vida em uma vida formidável, mais ética, e mais repleta de riquezas do que nunca antes.
Bem fundo no seu ser, lá em sua mente, existem todas as respostas.
A sabedoria suprema está dentro de você.
Há em você um poder infinito capaz de manifestar em sua vida tudo que lhe seja necessário para que tenha uma vida perfeita.
A partir do momento mesmo em que você identifica dentro de si esse poder, as coisas já começam a se encaixar e a tomar forma no mundo exterior.
Sua mente possui inteligência infinita e pode lhe revelar a qualquer tempo, sobre qualquer assunto, em qualquer lugar, bastando para isso, que você se torne receptivo às verdades que surgirão através da prática da meditação.
Sua mente é a Senhora das Coincidências.
Ou seja, as coincidências significativas (sincronicidades segundo Jung) que fazem com que você esteja no lugar certo, no momento certo, para conhecer a pessoa certa que lhe traga as soluções para os seus problemas.
Assim sendo, quando você estiver funcionando em perfeita sintonia com sua mente, as coisas começarão a dar certo, como nunca antes.
As peças do quebra-cabeça da vida começarão a se encaixar como que por encanto.
Por mais que você tenha sofrido no passado, por pior que tenha sido sua vida até o momento em que a Mãe Natureza fez chegar até você a oportunidade de percorrer até o fim este curso a distância sobre Budismo Niskama Karma e ter acesso a estes conhecimentos, a partir do momento em que pratique o que vai aprender, tudo estará ao seu alcance, como nunca antes em sua vida.

Nada acontece por acaso.
Ao chegar até esta primeira lição de nosso curso você não veio apenas por sua iniciativa pessoal.
Há muitas coisas em jogo neste Universo e se nossa Ordem chegou até você ao invés de ir às centenas de religiões e crenças que estão disponíveis por aí, isso não aconteceu por acaso!
Você de alguma forma já estava sendo conduzido por sua mente que buscava soluções e aprimoramento em sua vida.
Creia-me, foi a sabedoria infinita de sua mente que o conduziu até nós.
Na Índia se diz que quando o discípulo está preparado o Mestre aparece.
Os ocidentais ao lerem essa frase ficam a espera de um Mestre externo a eles, mas o Mestre a que se refere essa citação está dentro do próprio homem é o poder de sua mente!
Você pode, através de seu subconsciente entrar em sintonia com a sabedoria infinita, o que lhe permitirá ter ideias novas e originais que podem dar origem a novas atitudes e praticas, que irão lhe abrir caminhos mais amplos do que aqueles que você tem estado trilhando até agora.
Você sabia que há a não muito tempo atrás os clipes ainda não haviam sido inventados?
Os papéis eram presos dobrando-se uma das pontas e rasgando um pedacinho no sentido contrário, para fixa-los – ou então se perfuravam os papéis com um alfinete.
Alguém que havia conseguido sintonizar-se com sua própria mente teve a ideia de fazer um alfinete mais comprido, sem cabeça e dobra-lo sobre si mesmo!
E assim foi inventado o clipe!
Uma ideia tão simples, mas milhares de anos se passaram desde que a humanidade usa o papel, sem que ocorresse a ninguém inventá-lo.
Da mesma forma que o clipe, milhares de invenções surgem de inspirações provindas do subconsciente.
Quando você aprender a sintonizar esse poder dentro de si, terá acesso a uma ampla avenida para a criatividade e o sucesso desmedido.
Permitindo que sua mente apaziguada e serena pela prática da meditação o guie, você estará caminhando rapidamente para o seu lugar perfeito, cumprindo a missão que lhe foi destinada nesta existência e ao fazê-lo surgirá dentro de si à sensação de plenitude que só é concedida àqueles que encontram o verdadeiro lugar nesta vida.
Sendo a senhora das coincidências a sua mente lhe permitirá entrar em sintonia com pessoas que estejam vibrando na mesma faixa de onda mental que você.
Isso lhe permitirá reencontrar amigos que não vê há muito tempo, fazer novas amizades, encontrar a companhia ideal (às vezes para toda uma vida), encontrar pessoas que queiram investir em suas ideias (até mesmo um sócio de negócios).
Você também entrará em sintonia com o tipo de pessoa certa que necessita de você ou de seus serviços, ou que quer comprar o carro que está tentando vender ou aquela casa que você pôs à venda há tanto tempo, sem que ninguém se interessasse.
Ou seja, um bom nome para essa capacidade maravilhosa da sua mente é sintonia através da serenidade.
Ou seja, quando sua mente passa a fluir através de seus atos, coloca você em sintonia com tudo que é agradável, útil, construtivo, promissor, favorável e benfazejo.
Uma das manifestações mais comuns quando se está fluindo com a mente é o fluir da compaixão e da capacidade de realização pessoal.
Tanto o amor (em suas múltiplas manifestações) como a realização pessoal, começam a se manifestar em sua vida, de uma maneira como nunca aconteceu antes.
No amor, você se transforma numa espécie de ímã que atrai pessoas interessantes e interessadas.
Velhos relacionamentos adquirem nova vivacidade e relacionamentos novos começam a se manifestar.
Amizades superficiais adquirem profundidade e pessoas com interesses escusos, começam a sair de seu caminho.
Quanto à realização pessoal ela parece surgir do nada.
Da forma mais inesperada você parece ter adquirido o toque de Midas, tudo em que você toca cada uma de suas iniciativas, cada empreendimento que vem mantendo desde há muito tempo, começa a dar certo.
Tudo parece fluir em direção à realização espiritual, à serenidade e a realização material.
Ideias inovadoras surgem, novas maneiras de se fazer tarefas costumeiras, dão margem a resultados edificantes cada vez maiores. Parece que o Universo começa a conspirar a favor de tudo que você faz.

O PODER SURGE DA MENTE


Você pode, através do uso correto de sua mente recuperar sua saúde, sua vitalidade, seus propósitos de vida.
Fortalecer-se de tal forma que poderá reconquistar a felicidade a saúde e a alegria de viver.
O poder de cura de sua mente é verdadeiramente milagroso curando os problemas que possam surgir.
Através dele você liberta a sua mente, você sai da prisão que o prende.
Você passa a ter a chance de conquistar realizações físicas, materiais e espirituais.

A MENTE É A MATÉRIA BÁSICA

A mente é a matéria básica, a energia básica, que permeia todas as manifestações do Universo físico e mental.
Através dos Estudos Sistemáticos do Budismo Niskama Karma, você irá aprender a se tornar um especialista no uso dos recursos de sua mente.
A sabedoria e a serenidade que irá adquirir irá lhe trazer resultados proporcionais aos seus conhecimentos e ao uso que você fará dessa sabedoria.
Tudo que precisa ter são propósitos bem definidos e firmeza mental a respeito das coisas que deseja alcançar.
Procure observar que princípios são princípios, funcionam em qualquer tempo, em qualquer lugar e em qualquer circunstância.
A força da gravidade atua dentro de sua casa e atua também, de idêntica forma, ao ar livre.
Seja no Brasil, na Espanha ou na Antuérpia.
A água procura seu próprio nível em qualquer lugar do mundo, tanto faz que você esteja na Austrália ou na Inglaterra.
A expansão dos metais, por exemplo, segue o princípio da física de que os metais se expandem quando aquecidos.
Se você pegar um pedaço de metal trazido da África, da Ásia ou da América Latina e o submeter ao calor do fogo, ele se expandirá, independente de seu lugar de origem.
Considere que esses princípios da física atuam sempre da mesma forma, não importando em que local ou circunstâncias, sejam aplicados.
Assim também, os princípios que norteiam a sua mente produzem sempre os mesmos resultados desde que aplicados da forma correta.
Ou seja, tudo que você imprimir em sua mente, vai se materializar no tempo e no espaço como condicionamento, experiência e realidade.
Aplicando corretamente os princípios que norteiam sua mente sua meditação será muito bem sucedida.
Por quê?
Porque sua mente obedece a princípios imutáveis que atuam sempre da mesma maneira, quando aplicados de modo apropriado. Quando você aperta um botão para acender a luz, se todos os elementos que compõem o sistema elétrico de sua casa estiverem de acordo com os princípios que regem a manifestação da eletricidade a luz se acenderá imediatamente.
Se você tentar alterar os princípios que regem a eletricidade, talvez não consiga esse resultado, mas, desde que atue, seguindo as leis (princípios) da eletricidade obterá resultados sempre iguais.
Da mesma forma que usando os princípios da eletricidade de forma correta, você consegue resultados formidáveis, assim também utilizando os poderes de sua mente de maneira adequada, você realizará coisas formidáveis em sua vida.
No momento mesmo em que está lendo estas palavras, em algum lugar da terra, alguém está estudando à luz de uma lâmpada movida a eletricidade; alguém está assistindo um filme, alguma sala de cirurgia está salvando a vida de alguém graças à eletricidade. Nos dias de hoje não poderíamos viver sem a eletricidade.
No entanto a eletricidade não foi criada nos tempos modernos, ela existe desde que o universo existe, mas, na antiguidade não conhecíamos suas leis (seus princípios) e, portanto não conseguíamos utiliza-la.
Hoje sabemos quais são os princípios que a norteiam e, portanto podemos colocá-la a trabalhar para nós.
Assim também a partir do momento que aprendemos quais os princípios que norteiam o uso da mente, podemos colocar esse poder fantástico a trabalhar para nós!

Agora, a seguir, vamos nos dedicar ao estudo de nossa Primeira Meta neste nível de nossos estudos.

AS QUATRO NOBRES VERDADES

As quatro nobres verdades de Buda são bem simples, e nos ensinam que:

1 – Tudo é insatisfação.
2 – A causa da insatisfação é o apego.
3 – Cessando o apego cessa a insatisfação.
4 – O caminho para cessar a insatisfação é a Senda Reta dos Oito Caminhos (Ashtanga Yana).

Primeira tarefa de casa:

Medite e reflita sobre as Quatro Nobres Verdades e nos envie um pequeno relatório sobre como compreende esse tema em sua vida, na próxima remessa iremos lhe explicar porque isso é verdade.

Agora, a seguir, vamos iniciar o estudo de nossa Segunda Meta neste nível de nossos estudos.

A MEDITAÇÃO

A meditação é um dos recursos mais práticos, simples e objetivos de se alcançar a serenidade mental, colocar a vida em ordem e obter um estilo de vida mais próximo ao ideal.
Através destes estudos você aprenderá técnicas de meditação que   vão   das  mais  simples  às  mais  elaboradas,  permitindo-lhe descortinar um mundo interior novo e bastante significativo.
Mesmo que você já  tenha  alguma  prática  em  meditação, encontrará nestas apostilas deste primeiro nível de nossos estudos,   variantes e dicas que poderão acrescentar mais alguma coisa à sua busca.
Ao ler nossas lições sobre meditação faça uma primeira leitura do material e aproveite para grifar todas as partes que julgue importantes.
Depois releia apenas as partes grifadas e faça-o sem pressa, praticando cada um dos estilos de meditação sugeridos aqui, só se permitindo prosseguir, quando os dominar satisfatoriamente.
Lembre-se que a palavra disciplina significa “ensinar alguma coisa a si mesmo” e que a meditação é uma das formas mais requintadas de autodisciplina.  

O QUE SIGNIFICA MEDITAÇÃO PARA VOCÊ?

Existem muitas definições para a palavra meditação; antes de prosseguirmos, adquira um pequeno caderno e anote sua definição de meditação, mais tarde, daqui há algumas semanas, meses ou anos, você poderá relê-la e conferir como o seu conceito a respeito da meditação, mudou, evoluiu ou permaneceu o mesmo.
Depois que você terminar de anotar sua definição para a palavra meditação, leia o texto a seguir.
Esse texto foi, propositalmente escrito na primeira pessoa, para provocar uma reação em sua mente.

MEDITAÇÃO é a arte do autocontrole mental. 

Cada técnica de meditação é um exercício que me ajuda a entender e controlar minha mente e meus pensamentos.
O que ocorre no mundo tem pouca influência sobre mim; o que me faz feliz ou infeliz é o que ocorre em minha mente.
Meus pensamentos existem independentes de mim – já que não sou meu pensamento, posso escolher se quero me envolver com ele ou não.
Se tenho um pensamento de solidão e me envolvo com ele me sinto solitário; se não me envolvo, apenas o percebo passar. Relacionar-me com minha mente significa afastar-me para observar o que está ocorrendo nela, sem prender-me a um pensamento em particular.
Percebo um pensamento de medo e digo: “Ah eis um pensamento de medo!” sem sentir temor.
Quando melhoro minha capacidade de observar meus pensamentos, começo a perceber padrões de pensamentos que são caracteristicamente meus.
Esses padrões não surgem a partir do nada; são consequência de “minhocações” anteriores que os precedem.
Ao identificar os padrões posso interromper as “minhocações” que os geram, adotando atitudes mais saudáveis em minha vida e direcionando minhas energias para coisas mais úteis.

A palavra chave é SOLTAR.

O tempo dedicado à meditação ilumina minhas ideias e faz com que o tempo pareça se expandir; se adequando às necessidades à medida que surgem.

Segunda tarefa de casa:

Agora que você concluiu a leitura do texto anterior, retorne ao parágrafo inicial e dedique algum tempo, “meditando” sobre cada uma das frases, antes de prosseguir.

Terceira tarefa de casa:

Agora leia o texto a seguir e medite sobre ele antes de prosseguir.

Um intelectual leu tudo que havia sobre filosofia e se tornou um filósofo; leu tudo que havia sobre matemática e se tornou um matemático; leu tudo que havia sobre natação e se afogou.
Alguns assuntos exigem mais prática que leitura; com a meditação é assim.
O domínio da maestria de ensinar não significa que se domina a maestria de praticar.
Existe o guru “ensinante” e o guru praticante.
Diferenciar os dois é fácil: verifique quais os frutos que colhem.
Agora vamos iniciar o estudo de nossa Terceira Meta neste nível de nossos estudos.

Terceira Meta neste nível de nossos estudos:

Examinar mais profundamente a obra gratuita que nossa Ordem disponibiliza aos leigos que procuram informações sobre o Budismo Niskama Karma para que você tenha condições de responder perguntas que lhe façam a respeito desse assunto.

Na primeira página do livro Introdução ao Budismo Niskama Karma que está acessível ao leitor leigo na internet gratuitamente no formato e-book colocamos a ilustração acima para informar que ele não precisaria ler tudo que publicamos, apenas os textos em preto.
Mas você que está cursando nosso curso à distância precisa ler e estudar detidamente todo o texto do livro, inclusive aqueles que abordam as referências abrangentes.
Para acessar o livro siga este link: http://perfeitaoportunidade.com.br/squeeze-page-budismo/

Quarta tarefa de casa:

Releia completamente o livro Introdução ao Budismo Niskama Karma e se tiver perguntas anote-as e nos envie.
Se você ainda não tem o livro, solicite e lhe será enviado gratuitamente como mais um Bônus do Transformacionalismo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *