De onde vem o bem e o mal?

AAA LOGO BUDISTA

O bem e o mal fluem a partir daquilo que abrigamos em nossa mente.

Mestre Nemo nos contou que quando Da Vinci pintou a Última Ceia em uma capela de Milão, procurou muito até encontrar um modelo para representar a face de Jesus.

Finalmente encontrou um cantor de um coral cuja face angelical representava tudo aquilo que ele estava buscando para representar a face de Jesus.

Levou esse homem para a capela e reproduziu sua face representando a face de Jesus.

Depois disso, pintou os outros personagens sem grandes dificuldades, mas quando chegou ao momento em que precisava pintar o rosto de Judas, não consegui encontrar alguém que representasse toda a torpeza e malignidade atribuída a esse personagem.

Passou quase três anos buscando alguém que pudesse ser usado como modelo e como não conseguia encontrar passou a ser pressionado pelo cardeal responsável pela Igreja.

Sua equipe andava pelas madrugadas pelos antros mais obscuros da cidade em busca de alguém que pudesse representar esse personagem.

Finalmente encontraram um homem bêbado, vomitado, imundo e cheirando mal, caído em uma sarjeta à frente de um bar e o trouxeram até a Capela onde Da Vinci conseguiu reproduzir seus traços rudes e pecaminosos na imagem de Judas.

Nesse tempo o homem foi se recuperando da bebedeira e readquirindo o domínio da razão, quando estava mais sóbrio contou que já havia estado ali três anos antes, pouco antes de ser abandonado pela mulher que amava o que o lançou em um espiral de auto destruição que o fez perder tudo que tinha e que havia posado para que Da Vinci pintasse a face de Jesus.

E Mestre Nemo finalizou essa história nos dizendo que o caminho da compaixão e o caminho da perdição está igualmente ao alcance de todos, dependendo apenas das escolhas que fazemos dentro de nossas mentes e nossa dedicação em direção ao bem ou ao mal.

Pense nisso, mas pense agora.

Satyananda Apta

Fique na serenidade do Buda!