Fazer dieta apenas cinco dias por semana?

HERMAN 14Dando continuidade às descobertas do Dr. Herman Taller chegamos ao décimo quarto capítulo da novela, se você ainda não leu o início desta história verídica e fascinante, vá ao final desta página e clique no link para retornar à página inicial, lá procure “Para ler artigos de nosso sistema”, clique lá e poderá encontrar o primeiro capítulo desta novela além de muitos outros posts.

Com a palavra o Dr. Herman:

“– Tenho em mente uma importante condição: quem quer que pretenda emagrecer deve empregar todas as suas forças para alcança-lo, seguindo um regime racional para emagrecer – e seguindo-o todo o tempo. É impossível segui-lo cinco dias na semana e esperar algum resultado.”

Comentário do Dr. Marco Natali:
Não conheço nenhum outro coach de emagrecimento que tenha, como eu, mais de 50 anos de dietas anotados diariamente.
Passei minha vida lutando contra a gordura e anotando o resultado de todos os rounds, visitando nutricionistas e endocrinologistas até descobrir a verdade.
Quanto aos profissionais que me atenderam por esse longo caminho, alguns eram lúcidos, outros apenas me culpavam pelos parcos resultados alcançados seguindo os medíocres métodos que me indicavam.
Por mais de quarenta anos ouvi alguns desses profissionais afirmarem que como homem adulto eu necessitava de 2500 calorias por dia para ter saúde.
Até que fazendo experimentos com as dietas deficientes que me prescreviam descobri que se comesse mais de mil calorias eu engordava.
Passei então a me restringir a essas mil calorias e permaneci em um platô por algum tempo sem engordar, mas também sem progredir em meu processo de emagrecimento.
Eu ainda não havia descoberto o grande segredo que é evitar os carboidratos ou pelo menos diminuir sua ingestão de forma significativa.
Mas como mantinha registro de tudo que comia eu tinha referências que nenhum profissional conseguia me dar, tentei fornecer a eles minhas anotações mas ninguém se interessou.
Foi trabalhoso mas não difícil descobrir o que me engordava e o que me emagrecia.
A única dificuldade é que eu ainda acreditava no mito das calorias e era para mim muito difícil compreender o porque eu emagrecia comendo cinco mil calorias de carne e gordura e engordava ingerindo apenas mil e duzentas calorias de carboidratos.
Como a teoria das calorias estava impregnada em mim como ainda está na cabeça de muitos profissionais que deveriam emagrecer você, mas não reveem as informações que possuem, eu não evolui em direção ao emagrecimento até o momento em que deixei de lado os conselhos que recebia e passei a me reportar as fatos que minhas anotações revelavam.
Foi então que descobri o grande segredo por trás da recomendação do Dr. Herman no post de hoje.
O que me impediu de chegar a essa verdade mais cedo foi um conselho errado que recebi de um especialista e que ainda engana muitas pessoas que tentam emagrecer lendo artigos em revistas e assistindo programas de TV que passam informações incorretas.
Se tivesse que dar um conselho a quem queira emagrecer eu diria: não assista programas de TV sobre emagrecimento, fuja das revistas especializadas e principalmente dos conselhos dos “especialistas” que nunca foram gordos e lhe passam apenas teorias que não funcionam.
Em meu próprio caso eu descobri que emagrecia perfeitamente bem, com progressividade inexorável durante os cinco dias da semana em que minha mulher não estava em casa e engordava aos finais de semana quando ela estava.
Se eu seguisse os padrões de lógica da maioria dos “especialistas” eu deduziria que “mulher engorda”.
E talvez por terem deduções tão mal fundamentadas como essa é que eles me davam o pior conselho que se pode dar a um gordo: Só se pese uma vez por semana.
Mas segui o conselho de Jesus em Jo 8.32 e procurei a verdade.
Se você se pesa apenas uma vez por semana nunca irá descobrir o que faz você engordar, mas isso os “especialistas” não he dizem porque não querem que você descubra como é fácil emagrecer quando observa a si mesmo, preferem que você lhes pague gordas quantias para que eles lhe digam o que fazer.
Nesse tempo eu usava uma sofisticada balança de vidro que mostrava várias informações, inclusive memorizava meu peso e apresentava a quantidade de calorias que eu ingeria.

Até a balança se deixava enganar pela teoria das calorias!

Revoltado pelos precários resultados de meus esforços me recusei a acreditar nas mentiras que me eram contadas pelos especialistas, coloquei essa balança de lado e comprei a antiga e boa balança ergométrica, um trambolho de metal que ocupa um espaço considerável em meu quarto e que minha esposa usa para pendurar a bolsa dela, mas que me ajudou a emagrecer para nunca mais voltar a engordar.
Foi essa balança que me ajudou a descobrir a verdade, quando passei a me pesar todos os dias.
Descobri, como o Dr Herman também descobriu, que eu engordava nos fins de semana.
Meus progressos eram notórios no dia a dia até sexta feira à noite quando minha esposa chegava e então, já no sábado pela manhã eu havia engordado pelo menos meio quilo e às vezes até mais.
Se eu seguisse os especialistas e me pesasse apenas uma vez por semana eu nunca descobriria que era o fim de semana que me engordava.
E é claro que mulher não engorda ninguém, o que você come é que engorda você.
E vou corrigir essa afirmativa também de maneira a ajudar você de uma vez por todas.

Não é o quanto você come que engorda você, é o que você come.

Como mantenho anotações minuciosas de tudo que como, verifiquei minhas anotações e descobri que para fazer companhia para minha mulher que é bem magrinha (pesa por volta dos 40 quilos) eu nos fins de semana ingeria carboidratos.
Existem milhares de coisas maravilhosas, deliciosas, saborosas, impactantes, degustatórias, mirabolantes, apetitosas, comíveis, de lamber os beiços e supercalifragilisticexpecialidoxious para você comer e que não contém carboidratos e emagrecem você.
Pronto mais uma vez o amador venceu os especialistas.
Descobri a verdade!
Desde então emagreci e permaneci magro, fui de 120 quilos para 67,5 quilos, o peso que eu tinha aos 18 anos, sem a menor dificuldade.
É por isso que lhe digo que emagrecer é mais fácil do que engordar.
Emagreci 53 quilos.
Qual o especialista que pode lhe contar história semelhante na vivência pessoal dele, sem cirurgia bariátrica, apenas comendo do bom e do melhor?
Procure se lembrar que o Noé (um amador) construiu uma arca e sobreviveu, mas os especialistas construiram o Titanic e naufragaram com ele.
Pare de seguir os especialistas e tenha bom senso fazendo como eu: procure a verdade!

Não perca o próximo capítulo da Novela!
Leia meu próximo post neste site.

Por você, por sua saúde e por um emagrecimento rápido e eficaz.
                                       Dr. Marco Natali
Seguir os procedimentos básicos é bom,
mas seguir o exemplo de quem já chegou lá é ainda melhor.

Para ver depoimentos de pessoas que emagreceram
clique aqui.

Para saber quem é o Coach Dr. Marco Natali clique aqui.

Divulgue este Blog e esta oportunidade de Consultoria Gratuita para seus amigos e amigas, vamos ajudar a quem precisa.

Leia os comentários abaixo e deixe o seu também, por favor.

Para retornar à página inicial clique aqui.

Participe da discussão

3 comentários

  1. Olá Marco Natali, venho acompanhando tudo o que você apresenta no site e esta sendo muito interessante essa descoberta sobre o que nos engorda, mas tem uma coisa que não entendi, como sua mulher pode ser tão magra comendo carboidratos? Será que vai chegar o momento em que ela vai engordar? Eu tenho 35 anos e antes dos 30 eu era magra, agora tem umas gordurinhas que insistem em ficar. Achei muito interessante a restrição de carboidratos mas esta difícil seguir.

    1. Olá Melissa, agradeço por seu comentário.

      Quando alguém comenta tenho a oportunidade de saber o que meus visitantes estão pensando e ao responder esclareço outras pessoas que por timidez ou falta de tempo talvez tenham a mesma dúvida mas não perguntam.

      Sua pergunta só Deus para responder, mas vou tentar, hehehe!

      Minha esposa é bem baixinha está em torno de 1,50 e pesa 40 quilos, quando engorda vai para os 42 mais ou menos.
      Ela é nissei e vem de uma família onde todos tem diabetes exceto ela.
      Por que só ela não tem diabetes?
      Porque ela não gosta de doces, raramente come açúcar e mesmo quando compra pudim para as visitas ela não prova.
      A bebida favorita dela é chá que ela toma sem açúcar nem adoçantes.
      Ela se alimenta muito bem, eu diria que ela come mais que eu, mas a maior parte das vezes é uma alimentação mais saudável – comida japonesa.
      Observe que os japoneses em geral são magros quando se mantém na dieta dos antepassados deles.
      Um detalhe: minha esposa já tem 60 anos mas desde que a conheço (há 21 anos) ela engordou no máximo uns 3 quilos.

      A maior parte dos carboidratos que ela ingere vem de frutas e do arroz que é a comida mais comum da cultura e raça dela.

      Outra coisa que ajuda é que ela mora próximo ao emprego dela e vai a pé, cerca de seis quarteirões, quatro vezes ao dia (de manhã, ida e volta para o almoço e o retorno à noite).
      Considerando que ela não come açúcar esse pequeno trajeto feito de segunda a sexta feira é o suficiente para mantê-la magra.

      A restrição de carboidratos não só contribui para você ficar magra como a ajuda a evitar as moléstias crônicas, como o diabetes, o câncer e outras.

      Se está tendo dificuldades lembre-se que ofereço Coaching de emagrecimento e a primeira sessão é totalmente grátis, basta agendar.

      Sucesso em sua jornada em direção ao emagrecimento.

      Tenha um lindo fim de semana.

      Marco Natali

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *