Feliz 2018!

Paramatman

Feliz 2018
Estamos no último dia de 2017. Antiga prática futurística nos ensina a avaliar o futuro fundamentando-nos em ocorrências do passado. Mas para que isso funcione de maneira ideal é preciso descartar o determinismo, visto que você cria o seu caminho ao caminhar. Vamos proceder a uma reflexão: somando os algarismos do ano de 2007 temos 9. Naquele ano em minha vida ocorreram alguns acontecimentos importantes. Minha mãe faleceu; minha esposa foi demitida; ela investiu sua indenização em um curso de formação de agentes de viagens e a proprietária do curso fugiu com o amante para a Bahia roubando todos os valores angariados; minha esposa na expectativa de que conseguiria sobreviver como agente de viagem apressou sua aposentadoria por uma fração do valor a que teria direito, o que a prejudicou bastante. O próximo ano em que a soma resultou em 9 foi 2016. Quando o numero do ano retorna em geral reflete o oposto. Para mim 2016 foi um ano de grandes realizações. Foi um grande ano para mim. Iniciei novos caminhos profissionais. Retomei o curso do Transformacionalismo que havia criado nos anos 1980 só que em um novo formato virtual, pela internet. Embora para muitos tenha sido um ano de problemas econômicos ganhei nesse ano mais do que em qualquer outro ano desde o ano 2000; consegui investir grande parte de meus ganhos utilizando o bom senso que ensino no curso do Transformacionalismo. Ou seja o retorno do mesmo número em termos do ano produz o resultado oposto à última vez em que se manifestou. Agora você tem a oportunidade de refletir sobre o ano de 2018. Como foi para você o último ano em que os algarismos somaram 11? Como foi o ano de 2009 para você (a soma dos algarismos deram 11)? A tendência é que eventos de natureza oposta àqueles que caracterizaram o ano de 2009 venham a ocorrer em sua vida durante 2018. Reflita a respeito. Seja qual for o resultado de sua reflexão, lembre-se que ao praticar o Transformacionalismo você se torna o Capitão de sua vida, não é mais um marujo que se deixa levar pelo destino. Basta manter firme o timão o que irá ajustar o leme do navio de sua vida em direção a metas que possam ser realizadas e que o conduzirão ao tipo de mudanças que transformem sua vida em uma obra de arte. Mas isso só será possível se você focar um destino, uma meta, um porto seguro para onde navega em sua vida. Como dizia Sêneca; “Não existe vento favorável para quem não sabe para onde vai”. Participando do Transformacionalismo isso não é problema, porque através de nosso curso você aprende a definir sua Missão de Vida e ajustar o seu Norte como Capitão de seu destino. Você não manda nos ventos nem nas tormentas, o imponderável está à sua espera na próxima curva do caminho. Mas participando do Transformacionalismo você aprende estratégias, métodos, recursos e táticas para se sair bem. Não há o que temer.  Ensejei a oportunidade de participarem do curso do Transformacionalismo a dezenas de pessoas a quem enviei mensagens quase diárias ao longo de 2017. Alguns aproveitaram o ensejo e se inscreveram, outros não. Aqueles que não contam com os recursos do Transformacionalismo estão ao sabor dos ventos, navegam à própria sorte, mas fizeram suas escolhas e merecem todo o nosso respeito. Afinal como dizia o Chico Xavier. A semeadura é livre mas a colheita é inevitável. Fiquem na Paz. Tenha um excelente ano, repleto de transformações para melhor e muita realização. Para maiores informações clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *