O mito de se comer “apenas um pouco a mais”.

comer demais

 O MITO DE SE COMER
“APENAS UM POUCO A MAIS”

       Dentre as idiotices que você houve por aí a respeito do processo engordativo, uma das falácias mais comuns é lhe dizerem que se você é gordo porque a cada dia come um pouco a mais do que necessita.

Isso é uma falácia porque o processo engordativo não tem nada a ver com a quantidade que você come e sim com o que você come.

Alguns especialistas lhe dirão que se você ingerir apenas 20 calorias a mais por dia irá ganhar cerca de cinco a dez quilos ao cabo de um ano.

Isso não passa de uma mentira focada no assunto errado, não são as calorias que engordam você e sim o que você come.

Quando pela primeira vez fiz uma dieta de nenhum carboidrato (Dieta Cetogênica) eu consumia de cinco mil a dez mil calorias por dia e emagrecia progressivamente, a cada novo dia, a ponto de ter que mudar o furo do cinto e até mesmo de meu relógio dançar em meu pulso.

Se o emagrecer dependesse de comer um pouco menos e exercitar-se um pouco a mais eu não poderia estar emagrecendo, pois estava ingerindo muito mais calorias do que meu habitual e com certeza não estava me exercitando.

Fatos ensinam mais que teorias.

Se o emagrecer dependesse de se comer um pouco a menos e se exercitar um pouco a mais, não haveriam gordos no mundo, pois todos os gordos com certeza já tentaram isso.

Ninguém mais seria gordo se fosse assim!

Mas a verdade é que a cada dia cresce a obesidade no mundo, o numero de obesos hoje é muito maior do que há dez anos atrás e a cada dia surgem novos livros de dieta, novas dietas, um novo manual de exercício.

E porque todas essas coisas não funcionam?

Pela razão que já lhe disse: não é o quanto você come e sim o que você come que faz toda a diferença.

Os especialistas (que lavoram em erro ainda considerando as calorias) lhe dirão que para perder meio quilo por semana é preciso ingerir 500 calorias a menos por dia – mas eles estão errados.

O raciocínio é bem simples embora incorreto: cada meio quilo de gordura tem 3.500 calorias, então (teoricamente) se você ingerir menos 500 calorias por dia, ao término de 7 dias terá ingerido 3.500 calorias a menos e estará 500 gramas mais magro.

Esse é o método do Déficit Calórico.

Pode até funcionar por algum tempo, você vai perder peso com muito sacrifício, vai passar fome e vai recuperar tudo quando voltar a comer normalmente.

Mas como as calorias não têm nada a ver com o ganho de peso eu como muitas calorias a mais em minha incrível Dieta Páleo Simplificada, estou sempre saciado e sem fome, comendo comida de verdade e durante a fase de emagrecimento emagreço diariamente, algumas vezes (raras vezes) mais de um quilo por dia.

Dentro dessa lógica matemática (que infelizmente é errada por ser teórica e não pratica), como deveríamos fazer para engordar?

Essa teoria errada afirma que uma pessoa magra tende a se tornar uma pessoa gorda dentro de 25 anos bastando para isso que ingira 20 calorias a mais por dia!

Siga o raciocínio tremendamente lógico, mas absolutamente errado por ser teórico e não prático:

Vinte calorias por dia vezes trezentos e sessenta e cinco dias resulta em sete mil e trezentas calorias, o equivalente a um quilo de peso.

Depois de 25 anos você terá engordado 25 quilos!

Se isso fosse totalmente verdadeiro você ingeriria vinte calorias a mais por dia e ao final de dez anos estaria dez quilos mais gordo!

Por outro lado o emagrecer seria bem fácil, bastaria comer menos 20 calorias por dia e ao final de dez anos você estaria dez quilos mais magro!

Mas esqueça isso, não passa de bobagem.

Como diz o Dr. Souto 20 calorias é menos que uma mordida em um Big Mac, menos que três golinhos de cerveja, menos que 3 batatas fritas e com certeza menos que a metade de uma maçã.

É tão pouco que representa menos que um por cento das calorias que um adulto consome por dia.

Se funcionasse seria muito fácil emagrecer e permanecer magro.

O MISTÉRIO DO PESO PONDERAL

        Nosso corpo tende ao equilíbrio, em Psicologia chamamos isso de Homeostase, ou de Resiliência e em termos de peso, o peso equilibrado e harmônico é chamado de peso ideal (peso ponderal).

Mas devido à resiliência, a tendência do organismo em retomar rapidamente seu equilíbrio, as pessoas atingem platôs.

Isso explica muitas coisas:

Porque tantas pessoas conseguem permanecer magras?

Porque os gordos ao chegarem a determinado peso permanecem nele sem emagrecer e sem progredir no engordamento?

Embora exista muita gente gorda a maioria das pessoas é magra.

Como conseguem permanecer magras se tanta gente está engordando?

E porque os gordos, após engordarem permanecem em um determinado platô por longos períodos de tempo?

Será que essas pessoas conseguem manter suas dietas no fio da navalha, comendo menos 20 calorias por dia?

Como conseguem isso e com tanta precisão?

É claro que não conseguem, esse conceito é uma falácia!

Não seria possível realizar-se isso com uma precisão dessas!

A pergunta que se impõe é: se comer apenas 20 calorias a mais por dia nos condena a sermos gordos, como que é possível que todo mundo não seja gordo?

Para um homem de peso normal conseguir manter seu peso ele teria que ser mais regulado que um relógio suíço e mesmo assim é improvável que o conseguisse.

Esqueça essa baboseira de considerar as calorias para conseguir emagrecer.

Considere por exemplo os animais.

Os especialistas dizem aos humanos que basta levantar da mesa com um bocadinho de fome para emagrecer, e os animais?

O que os “especialistas” deles dizem a eles?

Será que um leão “levanta da mesa” após a refeição “deixando um restinho no prato”?

Porque os animais tem um peso ponderal típico de sua espécie e excetuando os que vivem em cativeiro raramente o ultrapassam?

Obviamente esse raciocínio calórico é muito ingênuo e não leva em conta a resiliência que está sempre presente nas reações de nosso organismo.

Existem muito outros fatores mais importantes a considerar.

Por exemplo: já lhe ocorreu perguntar porque a gordura se acumula em lugares específicos?

Se apenas comer demais fosse a justificativa completa para o processo engordativo, como aceitar que algumas pessoas acumulam gordura no traseiro, outras nos culotes, outras nos quadris e outras na barriga?

Porque algumas mulheres acumulam gordura nos seios enquanto mantém o resto do corpo magro?

Observar essas coisas já é perceber fatos suficientes para chegar à conclusão que o engordar não é causado pelo excesso de comida.

Repito mais uma vez: não é o quanto você come e sim o que você come que faz a diferença.

Você pode deixar seus comentários abaixo do Post, sinta-se a vontade e se fizer perguntas eu as responderei na medida do possível.

Para ver depoimentos de pessoas que emagreceram clique aqui.

Para saber quem é o Coach Dr. Marco Natali clique aqui.

Para que possamos entrar em contato e agendar um horário disponível da Consultoria Gratuita, basta clicar nas palavras em vermelho e enviar seus dados.

A Consultoria Gratuita é realizada em uma sessão on-line de 50 minutos.

          Divulgue este Blog e esta oportunidade de Consultoria Gratuita para seus amigos e amigas, vamos ajudar a quem precisa.

Para retornar à página inicial clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *